sábado, 11 de abril de 2015

quadras...eco da minha voz



aguenta a quadra é nobre
rima e tem sempre valor
quem diz que ela é pobre
não é dela merecedor...

se minha rima é pobre
também rimo com a rica
se a pobre fica tão nobre
com a rica nobre fica...

pássaros trazem cantigas
de chilreios enchem o ar
n' promessas nem intrigas
que não me deixo enganar

o sol me olha de frente
já pouco a mim me basto
trago a morte presente...
mas da vida não m'afasto

escrevo verso com m' mão
minh''alma ao céu entrego
quero a Deus pedir perdão
do mal que fiz...não nego!

se amanhã deixar de ver
ou meu coração parar...
sempre tu podes dizer
feliz, porque soube amar

meu coração vive triste
por não dizer o que sente
a tanto amor não resiste
vive a sofrer e não mente

que esperam de mim então
não nada mais pra dizer
tenho comigo só solidão
só a saudade sei escrever

assim neste correr d' dias
q'deslizam nada os detém
vou escrevendo poesias
e assim, me sinto bem...

natalia nuno
rosafogo



2 comentários:

Jonh Madison. disse...

La poesía es lo mejor que nos ha dado dios, es verdad que uno siente un inmenso bien escribiendo versos, creo que es por eso que se nos ha dado este maravilloso deseo de crear versos. Gracias por tan bonitas rimas.

Natalia Canais Nuno disse...

Que surpresa amigo, eu te agradeço do fundo do coração a visita, muito me orgulho de tuas palavras e da tua sensibilidade às rimas.

Boa semana um abraço