sexta-feira, 9 de março de 2012

TROVAS À TOA...





Se o amor de mim ausentar
Das lembranças farei rainhas
E saudades hão-de sobrar 
Saudades...saudades minhas...!
*
Seguindo esse caminho...
Há delírios de criança...
É a saudade dos carinhos
Um hino feito de esperança.
*
Sentindo doce sensação...
Eu juro que não me queixo!
Ainda que só seja ilusão...
Eu quero assim e assim deixo.
*
Passeiam-se nuvens no céu
Espalham sombras na terra
A luz do dia escureceu
Pôs-se o sol atrás da serra.
*
Trago o coração vazado
Como andorinha ferida
Se tu és o meu amado
Quero-te como quero à vida.
*
Mais logo ao fim do dia
Logo a saudade por perto
Traz com ela a melancolia
E ao coração dá aperto.
*
Ouço violinos ao vento
Levam-te minha melodia
Trago-te no pensamento
A toda a hora dio dia.
*
Mas o pranto é imenso
Quando me dá pra chorar
Em ti não quero mas penso
Não sei deixar de te amar.
*


natalia nuno
rosafogo
imagem retirada do blog para decoupage

2 comentários:

Amara Mourige disse...

Linda poesia!!
Amiga seus comentários estão com aquelas letrinhas, não sei se você sabe, mas se torna difícil enviar comentários,desculpe talvez você tenha preferência!!!
Desculpe mais uma vez, obrigada.
Bjs
Amara

Natalia Nuno disse...

Não sei como retirar ou colocar doutro modo, até pensei que era a letra da poesia, mas a Amara refere-se aos comentários, eu sei como é difícil às vezes não se entende o que está escrito.

Obrigada amiga.
Bjs