sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

quero-te tanto..mas tanto!



quero-te tanto, mas tanto
q' em alvoroço vou à lua
anda a saudade enquanto
não te vejo na minha rua

guardo na gaveta secreta
versos que são um encanto
gaveta de versos repleta...
eu a olhar-te com espanto

de saudade a transbordar
não vejo hora ou prevejo
de olhar esse teu olhar
ou a esperança dum beijo

teus olhos são malfeitores
olham os meus de soslaio
quando velhinho tu fores
hei-de lembrar-te catraio

quero-te tanto, mas tanto
não consigo dar um passo
se não te vejo entretanto
é em sonho q' eu te abraço

meus sonhos são alquimia
a teus olhos me acorrento
numa prisão noite e dia
lânguidos sonhos invento.

natalia nuno
rosafgo


4 comentários:

Amara Mourige disse...

Olá Natália, belíssimo poema!
Beijos
Amara

Gracita disse...

Querida Natália

Mulher... Um ser forte de aparência delicada
Exuberante por obra do grandioso criador
Amada por suas qualidades
Querida por sua capacidade criativa
Respeitada pela sua nobreza de caráter

Parabéns não apenas pelo dia 08 de março mas pelos outros 364 dias em que mostra a tua fibra por serdes essencialmente MULHER

Beijos com meu especial carinho

Natalia Canais Nuno disse...

Olá Amara, grata pela visita, beijinho amiga espero te encontres bem.

Natalia Canais Nuno disse...

Querida Gracita, tenho estado um pouquito mal dos pulsos e não tenho resistência par andar por tanto sítio como antigamente, por isso estou atrasada nos agradecimentos. Porém fico muito grata com tua visita, um beijinho grande Amiga Poeta, fica bem.