sexta-feira, 27 de abril de 2012

QUADRAS PRIMAVERIS



















Minha saia é de chita
Bem verde côr de limão
Minha blusa tão bonita
Debaixo bate o coração.

Fui à fonte de rosto mudo
Encontrei-te p'lo caminho
Teus olhos disseram tudo
Que me queres eu adivinho.

Mas eu já sou prometida
Digo-te  sim envergonhada
Fui à fonte vim dividida
Pois teu olhar me toldava.

Meu coração se soltou
Tal qual um vendaval
Amor p'lo outro quebrou
Meu amor por ti é real.

Meu coração solitário
Vive a sonhar noite e dia
Como a luz do lampadário
Tremeluz de melancolia.

A vida é mesmo assim!
Como um poema cantado
De manhã o escrevo pra mim
À noite o dou partilhado.

natalia nuno
rosafogo


2 comentários:

manuel marques disse...

Bonito versejar de Primavera

Beijo e bom fim de semana.

Natalia Nuno disse...

Oi meu querido amigo, nunca te esqueces de por aqui passar, fico grata com o carinho.

Beijo para ti também e bom fim de semana.