quarta-feira, 3 de abril de 2013

trovas...vozes de longe



nasce no campo o lírio
lá no campo nasci eu
á noite acendo um círio
para agradecer a Deus

em poética harmonia
em sonhos lindos deliro
deram-me nome Maria
por poesia suspiro...

nas dobras do coração
um lago d'águas serenas
nas asas d'algum tufão
lá se foram minhas penas

logo as rosas se abrirão
mal o sol rompa o dia
tua face linda em botão
é raio que a tormenta envia.

se a tua mão me afaga
eu sinto bater o peito
amor é vela que apaga
licor bebido com jeito.

natalia nuno
rosafogo
imagem da net





2 comentários:

manuel marques Arroz disse...

E cada voz traz uma história nova...

Beijo.

Natalia Nuno disse...

Isto de fazer quadras é um vício,
mesmo quando ando nos meus afazeres, elas vão surgindo, e muitas perco porque a memória já não é i que era.
Grata pela visita, fica bem

beijinho