sábado, 19 de fevereiro de 2011

QUADRAS SOLTAS VI



Eu era uma flor triste
Prestes a perder o pé
Chegáste tu e sorriste
Já no Amor tenho fé.


Já fui uma rosa caída
Sem perfume desbotada
Surgiste na minha vida
Sou pétala arrebitada.


Senti-me rainha um dia
Já inspirei muita paixão
Tudo a Vida me prometia
Hoje te quero e tu não!


Já fui perfume de flor
Adormeci em teus braços
Como era falso este Amor
Ainda te ouço os passos.


Tenho mais p'ra te dizer
Mas deixo p'ra outro dia
Trago o coração a padecer
P'lo Amor  que tanto queria.


Meu peito calou mágoas
Varri dele desenganos
Atirei os sonhos às águas
Assim deixo correr os anos.


Deste-me ilusões douradas
Fiquei menina travessa...
Minhas pétalas desfolhadas
Não há quem me reconheça.


Se de ti fujo... lamento!
Já a solidão me encanta
Na pedra do caminho sento
A ouvir passarinho que canta.


Já me prendi em teus braços
Em teus beijos me perdi
Nossas mãos eram laços
Teu olhar, fogo onde ardi.


natalia nuno
rosafogo
quadras de 7/2007


imagem retirada do blog-imagens para decoupage

4 comentários:

manuel marques disse...

Obrigado pela partilha destas quadras lindíssimas.

(Se o amor cabe numa só flor, então é infinito.)

Beijo.

Natalia Nuno disse...

Eu é que te agradeço o carinho da visita.
Boa semana para ti Manuel

beijo

Líricas Imagens disse...

"Sem atenção, à deriva..
Pelo mundo, sem casa,
Sem hora, sem instante...
Alguém mora por mim
E eu existo longe... "

Dú♥Karmona®

Feliz semana e beijos meus! M@ria

Natalia Nuno disse...

Oi linda, sempre me deixando coisas bonitas.
Beijinho grande amiga, obrigado.

Uma boa semana também para ti.