segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

QUADRAS SOLTAS VII



Ah...se fosse rapariga nova!
Serias o mar da minha paixão
Assim deixo-te só esta trova
A ver se cabe no teu coração.


O Poeta esqueceu a sua dor
Solfejando só belos canticos...
Impares e de tantos sabores!
Ou só de sabores romanticos.


Mas é a dor que ele canta!
Numa só quadra de encantar
E enquanto canta e encanta...
Se encanta nas lides de amar.


O trovador só tem garganta
Vai fazendo trovas á Lua
De vez em quando ele canta
Finge que toda a dor é sua.


E eu não fujo á tradição
Sou Poeta fingidor...
Finjo até que o coração
Já está imune á dor!


E desfolho o malmequer
Que me fala a verdade
Diga eu o que disser
Sempre fala da saudade.


Lá fico eu a versejar
Cada trova sai um sucesso
Ponho nelas o verbo amar
E vou amando cada verso.


rosafogo
natalia nuno
quadras de 1988
imagem retirada do blog - imagens para decoupage

2 comentários:

Sandra Portugal disse...

Muito lindo! adorei! você sumiu, não tem me visitado! bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Natalia Nuno disse...

Obrigada p'la visita Sandra.

Beijinho, a visitarei sim muito breve.