domingo, 21 de outubro de 2012

quadras...pensamentos à toa...
























quem tem medo deste mar?
quem voga ao sabor da maré?
só quem já não  tem fé...!
quem não sabe o que é amar!

e se o caminho encurtar?
valerá a pena dar-lhe valor?
só mesmo com muito amor
vale a pena o caminhar...

a mesma pergunta a ressoar...
porquê o tempo a empalidecer?
depois de um dia a entardecer,
recondito e vão meu esperançar.

nascem flores sem avisar...
p'los caminhos de quem as vê
com o coração em Deus se crê!
e a verdade se deve amar...!

a verdade não é de ninguém,
a verdade é de toda a gente,
ela é o sinal... bem evidente,
verdade é paz interior também

natalia nuno
rosafogo
imagem da net







2 comentários:

Amara Mourige disse...

Natália, querida!
Verdade de paz e amor!
Lindo poema como todos que escreves!
Uma ótima semaninha!
Bjs
Amara

Natalia Nuno disse...

Grata querida, beijinho grande fica bem, óptima semana para ti também.