sábado, 15 de dezembro de 2012

não sei se chore se ria

 
 
 
tenho saudades de mim,
saudosa vou soltando ai!
a tarde esmorece e por fim
 tristeza no coração me cai.
 
saudades trago de além...
lá da inocência de menina
saudades trago também
das manhãs de neblina...
 
saudades dentro do peito
que eu oiço o seu chamar!
lembrar é mais que perfeito
onde o pensamento vai dar.
 
porque ando eu esquecida
não me vejo nem cá nem lá
saudades trago da vida...
ou a vida saudades me dá!
 
não sei se chore se ria
no fundo é esta a verdade
nem sei o que em mim havia
mas de mim trago saudade.
 
se ando de mim saudosa
gostava de me encontrar,
mas traz a vida enganosa,
saudade em mim a morar
 
natalia nuno
rosafogo
imag- net


2 comentários:

manuel marques Arroz disse...

Lindo...Ria.

Beijo

Natalia Nuno disse...

rir será o melhor remédio para o que não tem remédio.

Beijo Manuel, obrigado amigo.