domingo, 14 de setembro de 2014

quem se lembra?...



quem se lembra do rumor
que o silêncio calou...
versos gemidos... d'amor
nos lábios de quem amou?

quem se lembra d'procurar
pergunta que ninguém ousa
se a morte a vida abafar
onde é que a alma repousa?

quem se lembra dos ruídos
que nos afastam dos sonos
murmúrios e olhos caídos
causados por abandonos?

quem lembra do riso ainda
e logo do amargo rosto...
aquela dor que não finda
de tão amargo desgosto?

quem lembra sulcos d' vida
pássaros negros, tempestades
lágrimas dos olhos corridas
emoções libertas, saudades?

quem lembra rosto desfeito
da insónia que o desafia...
emudecido, amor perfeito
da noiva de algum dia?

todos se lembravam dela
mas todos a morte levou
do retrato... hoje ao vê-la
é flor que o tempo ocultou

natalia nuno
rosafogo
imagem da net










2 comentários:

Edith Lobato disse...

Que luxo de poesia. Encantada com teus versos. Uma linda semana. Beijos na alma.

Natalia Nuno disse...

Olá Edith

Grata pela tua presença sempre querida...
bom fim de semana

beijinho