quinta-feira, 22 de agosto de 2013

o silêncio do teu olhar


com carinhos apaixonados...
procuro teu corpo menino
tantos sonhos embalados
no meu coração peregrino.

do nosso amor apaixonado
lembro as manhãs de seda
o meu corpo ao teu colado
e os corações em labareda


és a quem de amor falaria
estivesses longe ou perto
no tempo que sobrou do dia
sempre de coração aberto...

recebo a cada instante
o silêncio do teu olhar
sou mulher ou sou amante?
levo o tempo a decifrar...

solta-se em mim emoção...
eu «Poeta» trago no peito
que apenas tem um senão
sonhar demais é  defeito

nos versos vou soluçando
lenço a rebate na estação
o combóio vai passando
gelado me deixa o coração

fomos o trigo por ceifar
seara de espigas doiradas...
somos fogo por atear
sonho dum conto de fadas.

natalia nuno
rosafogo

12/2007

2 comentários:

ireneconde disse...

LINDÍSSIMO POEMA, ADOREI!
PARABÉNS

Natalia Nuno disse...

Obrigada Irene pela visita e apreço.

beijinho, bom fim de semana.