terça-feira, 13 de novembro de 2012

trovas...já agora, vos digo...




desengane-se o que pensa
mais que outro... ser perfeito,
em tempo algum se convença,
que não tem qualquer defeito!

não percas tu a cabeça
ou então está tudo perdido,
antes de teres a certeza?!
não fales, não faz sentido!

chorar por dentro faz bem
oculta dos outros a dor...
que é nossa, de mais ninguém,
e que passará quando se fôr...

não deixes o resto do mundo
rir a bandeiras despregadas
põe o sofrer mais profundo...
e dores no coração cerradas!

vida é breve ou demorada
procurar saber é tolice...!
escrevo já meia estouvada
já nem lembro do que disse.

escrevo versos tristes, tão...
tão tristes como noite escura,
sinto-os perdidos na escuridão
todos embuídos em ternura!

a noite refugia-se nos sinos
crescem espinhos nos sentidos
corpo e alma peregrinos...
e os sonhos trago perdidos

logo a seguir surge o inverno,
noites de perfumada poesia
tomara que fosse eterno...!
coroado de  fantasia...



natalia nuno
rosafogo
imagem da net

quadras de 15/04/2002




3 comentários:

manuel marques Arroz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
manuel marques Arroz disse...

E bem dito!

Beijo.

Natalia Nuno disse...

Olá Manuel

Ando rabiscando, umas coisas antigas, procurando compo-las um pouquito e partilhando-as por aqui.

Grata pela visita
beijinho, resto de boa semana.