sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

TROVAS COM CALOR

3798lirios


Não há amor que desvrabe
Este meu pobre coração...
Que lhe torne o bater suave
Pois não há amor sem senão!
*
Meus versos são naturais
Falam de mim e de ti...
Falam de amores imortais
Que p'los caminhos perdi.

*
O amor colhe-se em cacho

Para não perder o viço.
É isto amor o que eu acho
O colho quando preciso.




*

Quando o amor é sentido...
E se derrama no olhar
Palavras doces ao ouvido
Nos deixamos enfeitiçar.
*
É o amor que a alma acalma
Numa eterna melodia...
Teu amor em mim espalma
A toda a hora do dia...
*
Amor perfeito é fugidio
Vibra, enquanto está, é brasa!
É como ave que perde o pio...
Vai embora levanta a asa.
*


Há mágoa no meu olhar
Minha trova é uma prece!
É meu amor a falar...
Chamar-te meu eu pudesse.

natalia nuno
rosafogo
*

2 comentários:

manuel marques disse...

Bom fim de semana.

Beijo.

Amara Mourige disse...

Olá, Um final de semana com muita paz ,amor e tranquilidade!
Bjs
Amara